Aprenda a fazer um planejamento para pagar dívidas da empresa! - Saffi

Como está a parte financeira do seu negócio? Se você estiver no vermelho, respire fundo. É uma situação que nos incomoda, mas não há motivos para se desesperar. Com um bom planejamento, é possível organizar as finanças da melhor forma possível, reduzir alguns gastos desnecessários e pagar dívidas da empresa.

No artigo de hoje, separamos algumas dicas valiosas que vão ajudar você a colocar a sua empresa de novo em um caminho promissor, resolvendo todas as pendências e trazendo melhores oportunidades de negócio, além de reforçar o diferencial competitivo da organização.

Quer aprender e transformar a realidade da sua empresa? Continue a leitura e saiba como!

Separe, no mínimo, 10% do orçamento

O primeiro passo para pagar dívidas da empresa é separar, no mínimo, 10% do orçamento mensal. Independentemente de ter sido um bom mês de vendas ou não, é preciso ter em mente a necessidade de fazer um fundo para quitar as dívidas à vista.

Quanto mais dinheiro você tiver para quitar as dívidas, mais fácil será a negociação e melhores serão as condições de pagamento.

Procure ajuda dos órgãos de defesa ao consumidor

Um outro ponto muito importante é procurar a ajuda dos órgãos de defesa do consumidor. Eles existem para regularizar as empresas e garantir seu bom funcionamento. Pode ser que existam programas e alternativas interessantes para ajudar na solução do seu problema.

Negocie a dívida com o banco

Negociar a dívida com o banco também é fundamental. Muitas vezes é possível conseguir excelentes condições de pagamento.

Se você já estiver poupando 10% do orçamento todo mês para dar uma boa entrada no valor total da dívida, melhor ainda: existem casos em que a dívida é reduzida em mais de 50%, facilitando o pagamento e ajudando empresários a resolverem seus problemas com maior facilidade e em menos tempo.

Evite gastos excessivos e desnecessários

Nesse momento, também é importante fazer uma limpeza nos gastos da empresa. É hora de colocar todos os números na mesa, como faturamentos e gastos, e identificar onde existem cortes possíveis de serem feitos — e como fazê-los da melhor forma.

E para você, enquanto empresário, talvez seja interessante apertar um pouco os cintos: suas retiradas estão indo além do necessário? É possível ficar alguns meses recebendo um pouco menos para reestruturar o negócio? Sua equipe está no tamanho correto ou está inchada? É viável fazer alguns cortes internamente? Existe a possibilidade de negociar preços melhores com os fornecedores?

Tudo isso precisa ser considerado para reduzir os gastos.

Reavalie o plano de negócios

É hora de reavaliar, também, o seu plano de negócios. O que é a sua empresa hoje e o que ela oferece para o mercado? Quais são as maiores dificuldades e seus maiores diferenciais competitivos?

Você consegue entregar o que promete ao mercado? Qual é o seu posicionamento? Você entrega o que o seu cliente precisa?

Aproveite o momento para identificar as maiores forças, fraquezas, oportunidades e ameaças do seu negócio para entender onde estava o erro e os maiores acertos e como se prevenir para evitar que isso aconteça novamente.

Responda algumas perguntas importantes

Você já ouviu falar sobre coaching? Existe uma modalidade de coaching focada em negócios, que ajuda a entender a atual situação da empresa e levá-la a um patamar melhor, ajudando na conquista dos objetivos.

Tudo isso é feito por meio de cinco perguntas simples, que precisam ser respondidas para que você entenda o que levou a sua empresa a esse ponto e como encontrar alternativas interessantes para tirá-la dessa situação e transformá-la em um sucesso. Confira:

1. De todos os problemas, qual é o maior?

A primeira pergunta que precisa ser respondida é: qual é o maior problema da sua empresa? É a falta de capital? É a falta de gestão financeira? É o excesso de despesas?

Tudo isso precisa ser considerado para encontrarmos a chave do problema.

2. Se pudesse começar do zero hoje, como sua empresa seria?

Também é interessante fazer o exercício de pensar: se fosse para começar a sua empresa hoje, do zero, o que você faria? Como você faria e o que você esperaria?

Como ela seria? Seria igual ao que sempre foi ou você faria algo diferente?

3. O que é preciso fazer para sua empresa ser a única opção na mente do consumidor?

Quando o assunto é a preferência do consumidor, como sua empresa está? Existem algumas possíveis ações que podem melhorar esse posicionamento diante dos consumidores?

Quais são os diferenciais que os consumidores consideram na hora de escolher uma empresa? 

O que você precisa fazer para ser a única escolha possível na mente do consumidor?

4. O que, sabendo o que você sabe hoje, você não faria novamente?

Considerando tudo o que você sabe hoje, sobre a sua empresa, seu produto, seu mercado e seus clientes, o que você faria igual e o que você nunca faria novamente ao começar um novo negócio?

Essa pergunta ajudará você a entender onde estavam os maiores erros do seu negócio que possivelmente podem ter levado você a uma situação complicada, prejudicando os números e bons resultados.

5. O que pode ser feito para aumentar a lucratividade e reduzir os custos da sua empresa?

E por último, mas não menos importante, identificar o que pode ser feito para reduzir os custos da empresa (como já citado anteriormente), e o que fazer para aumentar a lucratividade.

Ao rever o seu modelo de negócios, é possível encontrar opções diferenciadas de produtos e serviços que podem deixar a sua empresa mais lucrativa e sustentável.

Retirar um negócio do vermelho e pagar dívidas da empresa pode ser uma tarefa complicada, mas não impossível. Principalmente se você tiver um bom serviço de consultoria para auxiliar nas análises e na reestruturação do negócio.

O ideal nesse momento é não se desesperar: manter a cabeça no lugar e analisar todos os aspectos da sua empresa, em busca de problemas, deslizes, fraquezas e, principalmente, soluções.

Gostou do conteúdo? Então siga-nos nas redes sociais. Estamos no Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn e YouTube. Assim, você receberá todos os novos materiais direto na sua timeline!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *